sexta-feira, 22 de maio de 2015

ESPAÇO DO PEDRO AVELINENSE 11: Joaldo Bezerra da Costa



Joaldo Bezerra da Costa, nasceu em Pedro Avelino no dia 17/12/1949. Possui como pais o senhor Teodoro Ernesto da Costa (In memorian) e Isabel Bezerra da Costa (In memorian). Teve como irmão Jonas (falecido em 1991), José Francisco (conhecido como Dodô) Jairo Ernesto da Costa, Gervásio (falecido em 1965), Valda, Janeide e Maria.

O conterrâneo Joaldo é casado com a senhora
Ivelise Corsino da Costa e possuem 3 filhos: Fábio, André e Mariana.

Sobre sua vida estudantil e vida profissional o ex servidor público Joaldo teceu as seguintes considerações:

Curso primário no Grupo Escolar Professor Abel Furtado, Ginásio e Científico no Colégio Marista de Natal, tendo sido em regime de internato de 1964 à 1966 quando assim, foi encerrado o regime de internato. Curso superior na UnB (Universidade de Brasília) com formação em Biologia com opção em ecologia. Pós graduação pela UFBA (Universidade Federal da Bahia) em Administração com ênfase em Recursos Naturais Renováveis. Início das atividades profissionais na SEMA (Secretaria Especial do Meio Ambiente) em Brasília, tendo sido deslocado para Manaus para implantação da Estação Ecológica de Anavilhanas. Sucesso. Retorno para Brasília onde morei até o ano de 1991, quando voluntariamente retornei pra Natal já como funcionário do IBAMA, resultado da fusão da SEMA, IBDF, SUDEPE e SUDEVEA ocorrido em 1989. Aqui trabalhei por 21 anos onde ocupei todos os cargos de direção, inclusive respondendo pela Superintendência local. Me aposentei em dezembro de 2012”.

O conterrâneo Joaldo Costa se define como uma pessoa que preza pelas as amizades, considera-se desapegado a bens materiais, e valoriza muito sua família, procurando sempre fazer o bem.

Ele relembra de forma nostálgica sua infância no torrão, destacando que toda ela posterior adolescência foi na nossa querida Pedro Avelino. Mesmo tendo vindo muito cedo estudar em Natal (na época só tinha o primário ), viveu intensamente todos os momentos. Para ele, o momento mais marcante no nosso querido torrão foi a fundação e intensa participação na AUPA (Associação do Universitário de Pedro Avelino).

Relembra também, de forma triste e decepcionado, que tentou participar diretamente na política local, mas tamanha foi sua decepção ao ponto do mesmo afirmar que a “coisa” é negócio para profissional...

Nosso conterrâneo deixa uma mensagem para aqueles que leem este espaço:

Respeitem e se espelhem nos mais velhos. Ali está uma fonte de sabedoria experiência e humildade. Não desprezam isso.

email para contato: joaldobeserra@zipmail.com.br



Hélio Santa Rosa Costa Silva, Rio de janeiro, 22 de Maio de 2015.

heliosilva77@gmail.com














Nenhum comentário:

Postar um comentário